terça-feira, Novembro 25, 2014

 
 
 
 
Imagem da Wikipedia

Há muitos anos tive um colega alentejano que se dizia caçador de coelhos mas não usava arma nenhuma, só um saco, cenouras e pimenta. 

-Oh,senhor Guerra (era o seu nome), como é que isso é possível?

-Muito fácil! Vou para o campo , procuro a toca do coelho e ponho-lhe a cenoura, bem grande e rija, à entrada da toca e espero.
E não espero muito. O coelho vê a cenoura e tenta leva-la para dentro mas como ela é muito grande não consegue e tenta come-la mesmo ali. Mas a cenoura é muito rija e com o esforço fecha os olhos. Aí, quando ele fecha os olhos seguro-o pelas orelhas e meto-o no saco.

-Essa é boa! E para que serve a pimenta?

-Essa é a segunda maneira de caçar coelhos. Muito fácil.
O mesmo processo anterior, só que em vez da cenoura ponho pimenta. O coelho sai da toca, cheira a pimenta e espirra. Atchim! Quando ele espirra, automaticamente, fecha os olhos e pronto, já sabem como é: agarro-o pelas orelhas e...saco com ele.

Moral da história: Cuidado com as cenouras muito grandes e a pimenta...ou areia que nos atiram para os olhos.

Tenham uma boa semana.

sexta-feira, Novembro 21, 2014




É preciso de vez em quando ser infeliz.
Para se poder ser natural...


Fernando Pessoa/Alberto Caeiro

segunda-feira, Novembro 17, 2014





Os olhos também comem, sempre ouvi dizer.

Comer não é só aquela necessidade básica de sobrevivência.
Cada vez notamos mais isso com a quantidade de programas dedicados, e muito bem, à alimentação.

Em casa tentamos, umas vezes melhor, outras pior, dar uma maior criatividade às nossas refeições.

Mas quando queremos fazer como Alice No País das Maravilhas ao atravessar o espelho à procura de magia temos de escolher esse restaurante que nos faça viajar no mundo fabuloso dos sabores e da visão estética.

Já tinha encontrado esse restaurante há alguns anos nas Caldas da Rainha, o Incógnito, que se mudou para Lisboa como La Lisboète.

Voltámos a ter a simpatia da Mariana e o virtuosismo do Chefe Walter.

Estou desejando atravessar o espelho logo que esta arreliadora contractura muscular o permita.

O Restaurante La Lisboète fica na Calçada Marquês de Abrantes em Santos.





terça-feira, Outubro 28, 2014




 
Discoteca Ouriço - Ericeira
 
As viagens até Marte estão, por enquanto, em fila de espera.
Nessa impossibilidade podemos fazer uma pequena viagem até à Ericeira e admirar este espectacular trabalho  no edifício da Discoteca Ouriço que nos leva até ao planeta vermelho.
Entretanto podemos esperar pelo pôr do sol, comodamente sentados, não na nave espacial, mas nas muitas esplanadas ali perto e apreciar o que ainda temos de bom na Terra.
 
 

quarta-feira, Outubro 22, 2014


Arraiolos-Alentejo


Já disse tantas vezes o que disse
sem dizer o que agora não sei se vou dizer
É uma ilusão decerto supor que a palavra se levanta
e arde porque coincide com a substância real
Mas se a palavra não chega a ser uma evidência fértil
do mundo ela é a sede que inventa a sua água
e nós já não sabemos se a água é verbal ou líquida substância


António Ramos Rosa - Já Disse Tantas Vezes O Que Disse (excerto)


...

quinta-feira, Outubro 16, 2014




Crepúsculo marinho,
no centro
da minha vida,
as ondas como uvas,
a solidão do céu,
enches-me
e transbordas,
todo o mar,
todo o céu,
movimento
e espaço,
os brancos batalhões
de espuma,
a terra cor de laranja,
a cintura
incendiada
de sol agonizante,
dádivas
sobre dádivas,
aves
que aos seus sonhos
acorrem,
e o mar, o mar,
aroma
ondulante,
coro de sal sonoro,
enquanto nós,
os homens,
à beira da água
vamos lutando
e esperando,
à beira do mar,
esperando.

"Tudo se realizará",
dizem as ondas ao duro litoral.


Pablo Neruda  -  Ode à Esperança

sexta-feira, Outubro 10, 2014


                                         Lisboa- Portas de Santo Antão


"É fantástico a gente sentir o que não quer e ter um coração independente"


Fernando Pessoa - Aforismos e Afins