quarta-feira, outubro 02, 2013



O Universo não é uma ideia minha.
A minha ideia do Universo é que é uma ideia minha.
A noite não acontece pelos meus olhos,
A minha ideia de noite é que anoitece por meus olhos.
Fora de eu pensar e de haver quaisquer pensamentos
A noite acontece concretamente
E o fulgor das estrelas existe como se tivesse peso.

Fernando Pessoa/Alberto Caeiro

2 comentários:

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel,
adoro este poema.
A foto é originalíssima.

Aqui a chuva tomba e o calor afronta ainda. Já tenho saudades do sol.

Beijinho grande.

vih disse...

aiaii Fernando Pessoa, praticamente o mestre líder de qualquer um que almeja ser poeta... Lindo como a poesia é uma linguagem universal (: a foto é sua? Eu achei fofinha demais haha
beijos rimados pra você!