quarta-feira, outubro 25, 2006

Há dias em que sou monja
Há outros em que sou fêmea
E, embruxada na fogueira
Do amor ponho mais lenha

Nos dias em que sou monja
Ardo nos claustros da lua.
Nos dias em que sou fêmea
No sol arrefeço, pudica.

Natália Correia - Há dias e dias...

2 comentários:

Rosario Andrade disse...

Boa noite Bipede!
... Natália... brilhante, mágica, perfeita, ÚNICA!!!!!
Bjico ancho!

Bipede Implume disse...

Olá!
Inteiramente de acordo.
Ela é, também, uma grande portuguesa, agora que se fala tanto nisso.Livre, sem precisar de cotas...
Um abraço|