quarta-feira, abril 14, 2010

Calçada romana em Conímbriga

Calçada portuguesa na Figueira da Foz

Calçada portuguesa em Cascais

Calçada portuguesa em Lagos (Algarve)



A arte de calcetar de que temos vestígios, remonta ao tempo dos romanos.


A calçada portuguesa surgiu pela primeira vez em 1842 , trabalho realizado por presidiários chamados "grilhetas", por ordem do Tenente -general Eusébio Pinheiro Furtado, Governador de armas do Castelo de São Jorge.. O material usado é calcário e basalto que continua nos dias de hoje.


É uma arte que poucos reconhecem como tal, chegando mesmo a surgirem vozes de protesto por os nossos passeios terem essa configuração. O problema está, a meu ver, no desleixo a que são votados e a falta de civismo de todos nós.


Além de ter uma beleza inigualável, tem uma manutenção mais barata e escoa a água da chuva mais rapidamente.
Podemos ver a calçada portuguesa em quase todo o mundo. E, que maravilha ter sob os nossos pés, golfinhos, estrelas, ondas do mar, flores, elaborados pelas mãos criativas dos nossos mestres-calceteiros.

Posted by Picasa

7 comentários:

Janaina Amado disse...

A segunda e a terceira poderiam ser também em Copacabana... Espero que você ainda venha fotografar a calçada de Copacabana.
A de Conimbrígia é belíssima, fiquei pensando em quantos há tanto tempo a atravessammm...
Beijo.

Ana Tapadas disse...

Tenho a impressão que perdi o comentário escrito antes...
Belas fotos da «nossa» calçada! No teu post aprendi coisas que desconhecia sobre o assunto.
Aproveita bem o fim-de-semana.
Beijinho

alfacinha disse...

No coração de Bruxelas, também orna uma calçada portuguesa a praça "Fernando Pessoa "como homenagem a Portugal. cumprimentos de Antuérpia

Vieira Calado disse...

"Mudam-se os tempos

mudam-se as vontades..."

Bem bonitas as suas imagens!

Uma até de minha cidade - Lagos.

Desejo-lhe bom fim de semana.

Cristina disse...

Très joli pele-mele.
bom fim de semana.
Até muito brève.
Grande abraço.

Flor ♥ disse...

é preciso ter um olhar de poeta para enxergar além das pedras. Esta arte está tão sob nossos pés, tão maltratada e tão sem conservação que mal conseguimos ver-lhe a beleza história!

Boa semana!

Bjs.

Bipede Implume disse...

Queridos amigos

Janaína
Ana
Alfacinha
Vieira Calado
Cristina
Flor

Gosto muito da vossa companhia.
Obrigada a todos.
beijinhos.
Isabel