sábado, junho 19, 2010


"À tarde caiu um aguaceiro, e foi bem-vindo. Tornou a chover já quando se fechara a noite, mas ninguém praguejou. Esta é a melhor sabedoria, não ligar importância ao que o céu manda, chuva ou sol, salvo se passa a mais, e mesmo assim, que não bastou um dilúvio para afogar todos os homens, nem a seca é alguma vez tão grande que não se salve um fio de erva ou a esperança de a encontrar."

Memorial do Convento - José Saramago

Morreu o homem mas fica a sua Obra e a memória de um português ilustre.


Posted by Picasa

6 comentários:

Cristina disse...

Lindo homenagem para José Samarago.
Bom fim de semana, amigos.
Aqui faz mui,muito frio!!!
Beijinhos.

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel:
Homenagem linda e, concordo plenamente.
Só quem nunca o leu critica a obra que nos deixa.
Confunde-se o homem com a obra.
Eu sou alentejana, nunca tive simpatias pelo PC, mas sou uma admiradora incondicional de Saramago. Penso ter lido tudo o que escreveu em Livro.
Estou indignada com o Presidente e com o Jornal do Vaticano...

Ana Tapadas disse...

Tem um bom Domingo.
Beijinho

Flor ♥ disse...

Sim, ele se foi, mas seu legado nos fica em sua obra tão extensa e importante.

Boa semana, querida!
Bjs.

Vieira Calado disse...

Fica a obra.

A verdade é que foi o único português

Nobel da literatura .

Saudações poéticas

alfacinha disse...

Portugal vai alcançar o seu melhor resultado de sempre
Parbéns