sexta-feira, março 11, 2011

Frésia

Flor do Alecrim

Jarro

Cacto

Um pequeno intervalo nas tragédias que assolam este mundo.
Quando, por vezes, nos aborrecemos com pequenas coisas, não imaginamos a perda de tempo e de energia que gastamos nessas coisas menores, comparadas com o que acontece, neste caso, no Japão.
O meu coração está lá.


Posted by Picasa

4 comentários:

epee disse...

As imagens são expressivas de beleza e sensualidade. Um contraste com a tragédia. Mas o intervalo, esse, é indispensável à continuidade da vida que sabemos ser indispensável e necessária.
¬

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel,
também estou perturbada com o que aconteceu no Japão: as vidas humanas, a força indomável da natureza a estoirar a escala de Ritcher, a fragilidade do que somos...
É um momento apaziguador olhar a beleza destas tuas flores. Os pormenores maravilhosos da luz. Lindas.
Pois...eu imaginava-te de olhos claros, sabendo da origem geográfica dos teus pais. Na minha família existe de tudo: a minha irmã tem olhos negros. Os olhos negros são muito doces. Eu aguento essa cor felina, já com uma boa dose de hipermetropia! Hélas. Obrigada pelo elogio.
Beijinho e bom fim-de-semana (ainda com frio)

Cristina disse...

Que lindo...o primaveira esta jà em Portugal!!!
Bom fim de semana, beijinhos.

alfacinha disse...

Que coisa horrível, desejo força ás fámilias sinistradas.
cumprimentos