terça-feira, novembro 06, 2007

Ama-me por amor do amor somente.
Não digas: "Amo-a pelo seu olhar,
O seu sorriso, o modo de falar
Honesto e brando. Amo-a porque se sente

Minh'alma em comunhão constantemente
Com a sua". Porque pode mudar
Isso tudo, em si mesmo, ao perpassar
Do tempo, ou para ti unicamente.

Nem me ames pelo pranto que a bondade
De tuas mãos enxuga, pois se em mim
Secar, por teu conforto, esta vontade

De chorar, teu amor pode ter fim!
Ama-me por amor do amor, e assim
Me hás de querer por toda a eternidade.

Elizabeth Barrett Browning -Sonetos
Tradução de Manuel Bandeira (poeta brasileiro)

9 comentários:

Carminda Pinho disse...

Que lindo poema de amor.
Que linda fotografia de...amor?
Que lindo o azul do...mar? rio?
E bem lá ao longe... uma gaivota(?) a poisar.
Um post perfeito amiga.
Parabéns.
Beijinhos e uma boa semana.

PS. Pois, o Belenenses lá atrasou um pouco a vida ao FCP, é verdade.
Gosto que ganhe mas só por solidariedade com os homens cá de casa.:)))

cristina disse...

MAGNIFICO!
Bom semana, bisous.

koborron disse...

Muy bueno el poema. La foto me da una envidia tremenda. Quiero vivir al lado del mar. Besos

Ludovicus Rex disse...

Muito amor por aqui... Muito bem, amei o poema.
Kiss e Boa Semana

Carminda Pinho disse...

Amiga,
tens um desafio lá em "casa" :)))
Beijinhos

laura disse...

....

Voltando à música... o coro infantil é muito bom e a música linda.

Pode ser que a "Flauta Mágica" de Mozart tenha mais andamentos que além do meu conhecido. Mas se o disco de que foi tirada este lindo pedaço o identifica, vamos acreditar nisso, quem sou eu para pôr em dúvida tal coisa.

O resultado final foi óptimo, deliciei-me, adoro coros infantis, até pareciam os meninos do coro de Viena.

Ponha mais coisas destas bonitas para deliciar os amigos

E poesia também para adoçar os corações... laura

Bipede Implume disse...

Carminda, Amiga
Também considero um belo poema de amor.
O casal jovem que se vê lembrou-me este poema.
Era uma tarde esplendorosa. Tudo se conjugou. Eu fui um mero arauto.
Já sei que tenho mais um desafio... Já lá vou espreitar.
Beijinhos.

Cristina, ma chérie
Fico feliz por teres gostado.
Beijinhos.

Koborron
Não vivo ao pé do mar mas estou bem perto dele. Assim vou vê-lo muitas vezes. Dá-me uma paz retemperadora.
Beijinhos.

Ludo, meu Amigo
O amor comanda a vida. Sem ele a vida não tem sentido.
Também adoro este poema.
Beijinhos.

Bipede Implume disse...

Laura, boa amiga
Pronto, fica combinado, vou continuar a por umas músicas e uns poemas que serão, ou não, do vosso agrado, mas que fazem parte da minha vida.
Espero não vos desapontar...muito.
Também adoro coros infantis. E... tenho mais. Também gosto de canções de embalar. Tenho algumas bem bonitas.
E um muito obrigada, sincero, pelo apoio dado ao Platero.
Beijinhos e, é sempre bem-vinda.

Maria Faia disse...

Que lindo Amiga,

Quem não quer ser amada assim?!...

Um beijo amigo,
Maria Faia