terça-feira, março 24, 2009





Pergunto...
Mas quem me poderia responder?!
Tu não, rio sem asas,
Que permaneces
A passar...
Nem tu, planeta alado,
Que pareces
Parado
A caminhar...

Humano, só de humanos meus iguais
Entendo a fala,
Os gestos
E o destino.
E esses, como eu,
Olham a terra e o céu,
Os rios e os planetas,
E perguntam também...

Perguntam, mas a quem?

Miguel Torga - Diálogo

Posted by Picasa

10 comentários:

Flor ♥ disse...

Querida Isabel,

As fotografias são lindas. Adoro vir aqui, pois sempre tens imagens belíssimas para emoldurar os grandes poetas que tão sabiamente escolhes!

Um beijo carinhoso, e que o teu dia seja pleno de paz!

Cristina disse...

Um paysagem maravelhoso!
Adoro Miguel Torga!
O hiverno esta muito longe!!!
Grande abraço à vous deux.

LuaDMarfim disse...

fantasticas fotos!

Sandra

Lídia Craveiro disse...

Que bela conjugação de poema e imagem.
Um beijo

Lidia

Ana Tapadas disse...

Amiga:
Grande Torga que tão bem fala do nosso desespero humanista: perguntamos, mas a quem? Sim, também sou um desses humanos...
Que lindas paisagens e a tua suavidade de sempre transparecendo...
Beijinho

Vieira Calado disse...

Que fantásticas transparências nas fotografias que nos mostra!

Beijoca

Carminda Pinho disse...

Miguel Torga fascinante, neste poema, mais um, que desconhecia.
Escolheste bem as fotos, Isabel. São lindíssimas, e adequadíssimas ao poema, e ao poeta.

Beijos

Paco Bailac disse...

Un saludo cordial a todos desde la armonia del coaching.

Paz y honor

pacobailacoach.blogspot.com

Meg disse...

Isabel,

Não me canso de ler e reconhecer esse grande poeta que foi Miguel Torga.
Não conhecia este poema mas depois de o ler, o poeta estava lá.
E as tuas imagens são lindas.

Um abraço

Bipede Implume disse...

Olá meus amigos

Flor
Cristina
Sandra
Lídia
Ana
Vieira Calado
Carminda
Paco Bailac
Meg

Muito obrigada pelos vossos comentários. As fotografias foram tiradas no caminho de Elvas para Juromenha, que merece uma visita, pelas paisagens e pelo valor histórico. No interior do Castelo ainda existe a igreja, embora em muito mau estado, onde se casou o nosso rei D.Afonso IV.
Para todos um excelente fim de semana.
Beijinhos.