terça-feira, março 31, 2009



...
A Criança Nova que habita onde vivo
Dá-me uma mão a mim
E a outra a tudo que existe
E assim vamos os três pelo caminho que houver,
Saltando e cantando e rindo
E gozando o nosso segredo comum
Que é o de saber por toda a parte
Que não há mistério no mundo
E que tudo vale a pena.
...

Fernando Pessoa/Alberto Caeiro - O Guardador de rebanhos (VIII)
Posted by Picasa

8 comentários:

romério rômulo disse...

de fato,rudo vale a pena.
romério

romério rômulo disse...

de fato,"tudo" vale a pena.
(rudo,não)
romério

Cristina disse...

Lindo este céu!
Bonito poème de Fernando Pessoa.
Bom fim de semana et grande abraço.

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel:
TUDO VALE A PENA! Grande verdade.
As tuas fotos são extraordinárias, tal como o teu olhar sobre o mundo.
Sabes esse gatito da foto é o «meu» - na realidade eles nunca são de ninguém.
Um beijinho

Vieira Calado disse...

Cantando e rindo...
enquanto criança...

Cumprimentos

Meg disse...

Isabel,

Esta é uma imagem bucólica que nos conforta nestes dias...

Um beijo

Ana Tapadas disse...

Isabel:
Voltei para olhar as tuas fotos, lindas!
Beijinho

Bipede Implume disse...

Olá meus amigos

Romério
Cristina
Ana
Vieira Calado
Meg

O que vale mesmo a pena é a vossa companhia. Muito obrigada, sempre.
Beiinhos.