sábado, outubro 22, 2011


Mataram o Pai Natal!

Também não admira dada a maneira como nós o temos tratado. Todos os anos lá o vemos pendurado pelo gasganete, ao sol, à chuva ao vento.

É evidente que  sabemos que o Pai Natal não existe. Ou algum irmão mais velho, velhacamente, o afirmou, ou nós, filhos únicos, descobrimos sòzinhos. Porém a ilusão, para os mais pequenos,  daquele senhor tão simpático descer pela chaminé só para trazer brinquedos é ainda acarinhada  e incentivada pelos pais.

Porém este ano, de que maneira explicaremos que, não senhor, este ano não há Pai Natal. Como  explicar que, afinal, os brinquedos são os paizinhos que compram quando têm euros. E que este ano outros homens se lembraram de lhes tirar essa ilusão.
O nosso saudoso Solnado diria: Tudo prejuízo.

Natália Correia devia estar entre nós . Gostaria muito de saber que poema faria ela a esta Troika-Troika.


*

4 comentários:

Vieira Calado disse...

Desde há muito que mataram

o Menino Jesus!

Desde há muito que reina Santa Klaus,

um intruso vindo de outras

paragens...


Bom fim se semana. Bjsss

alfacinha disse...

Quando ouvi as notícias nefastas de Portugal, ficava chocado. As medidas governamentais é uma pílula amarga e pesada para muitos portugueses e não a merecem.
cumprimentos

christina disse...

Oh,Natal,detesto!!
Beijinhos,amigos.
E até as ferias de Pascoa!

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel,
ai, ai...o pai Natal foi-se.
No meu caso nunca simpatizei muito com ele~,mas também cumpri a missão de transmitir essa expectativa ao meu filho.
Precisávamos mesmo da Natália...

Beijinho (já ultrapassei a primeira constipação, ahahah)