sexta-feira, junho 22, 2012




Sino, coração da aldeia;
Coração, sino da gente;
um a sentir quando bate
outro a bater quando sente.


António Correia de Oliveira



2 comentários:

maria joao moreira disse...

quem me dera amanhã acordar nesta aldeia, com este sino a tocar uma doce melodia de verão!
um beijo e bom fim de semana!

alfacinha disse...

cara Isabel
Torço para Portugal
Cumprimentos de Antuérpia