quarta-feira, maio 29, 2013

 
 
Imagem tirada da Wikipedia
 
 
 
Mais uma vez o País é submetido a um conflito de opiniões.
 
Ser ou não ser palhaço, eis a questão.
 
O palhaço é normalmente um figura simpática que nos faz rir.
A mim, pelo menos, fazia. Quando era criança.
Havia o  Palhaço Rico e o Palhaço Pobre.  O Rico vestia de cetim branco e a cara também era pintada de branco. Era sisudo e ajuizado.
O Pobre  era espalhafatoso de vestes remendadas e enormes assim como os sapatos. E tinha uma flor amarela na lapela que esguichava água. Era o máximo.
 
Pelo que li há palhaços desde o Antigo Egipto, Grécia, Roma  e China
Na Idade Média havia os Bobos da Corte ou Bufões
Até agora.
 
Há palhaços famosos como o Popov, russo, os brasileiros Patati e Patata, o Bozo e até os nossos portugueses Kinito e Emiliano.
 
Dos outros não reza a História.
A única singularidade em comum entre estes, deve ser a reforma miserável...
 
 

Posted by Picasa

3 comentários:

Yan Sun disse...

Este tipo de Palhaço a que se refere eu comparo aos do Antigo Egipto e não é por serem tão bons como eles. Mas por terem uma mentalidade que ficou lá traz........

Konnichi Wa

vieira calado disse...

E também a figura do Faz.Tudo!
Em outro tempo, era o Manholas.
Agora são os manhosos!
Saudações minhas!

alfacinha disse...

São palhaços que controlam o mundo.
Cumprimentos de Antuérpia