quinta-feira, julho 20, 2006

Quinta da Regaleira



Um destes fins de semana, vagueando Com Calma... pelos lados de Sintra fui visitar uma verdadeira jóia da arquitectura, a Quinta da Regaleira.

O palacete e jardins foi mandado construir no início do séc XX por uma abastado comerciante, António Augusto Carvalho Monteiro, também conhecido pelo Monteiro dos Milhões.

Os planos foram encomendados ao arquitecto italiano Luigi Manini, que correspondeu às ideias românticas mas também mitológicas e mágicas de António Monteiro.

Toda a quinta está recheada de pontos de interesse, desde capelas a torres e desde poços a túneis e grutas.

A flora existente no jardim é frondosa e luxuriante, composta por inúmeras espécies vegetais e que transmitem uma atmosfera de magia a todo o espaço.

O passeio pelos jardins pode seguir um percurso pré-estabelecido ou o visitante pode vaguear de acordo com os apelos sentidos pelas várias obras de arte que parecem chamar, para serem vistas e apreciadas.

Os mais voltados para o esoterismo podem fazer o percurso que os levará até ao Poço Iniciático, de inspiração Maçónica, e à descida até às grutas labirínticas e aos lagos de luz.

Podem também tentar descobrir as ligações entre a quinta e os ideais dos Cavaleiros Templários.

A Quinta da Regaleira, nasceu do sonho de um homem, e da influência sentidas desde os Templários à Maçonaria, da Magia à Alquimia.

Passando pelo centro histórico de Sintra, e depois de passar pelas Queijadas da Periquita, para alimentar o corpo, passe pela Quinta da Regaleira, e Com Calma... alimente o espírito.

Sinta a Alma... da Quinta e dos jardins.

2 comentários:

soslayo disse...

Platero:

Muito bem, são as tuas incursões na História das quintas e com interesse cultural dum povo! As fotos aqui apresentadas têm uma beleza extraordinária e agora questionava-te o seguinte: aquele vinho da Quinta da Regaleira, por acaso não é produção desta Quinta? Um abraço.

Platero disse...

Penso que não, mas vou informar-me melhor e depois digo.

Um abraço