terça-feira, setembro 18, 2007



...
Tua Presença
É como nave
De Catedral,
Dum goticismo
Tão trabalhado,
Tão requintado,
Que são aladas
As próprias pedras
Das arcarias
Abobadadas,
E os capitéis
Das colunatas
Fogem em bandos,
Em revoadas,
Ascencionais,
Para aquele ponto,
Exterior ao mundo,
P'ra onde tendem
As catedrais.
...
Reinaldo Ferreira - Elegia dum incoerente (excerto)

2 comentários:

Carminda Pinho disse...

Que maravilha de fotos!
Poema novo, para mim. Gostei.
Beijinhos

Bipede Implume disse...

Olá Amiga
É natural que não conheças o poema e talvez o poeta.
Reinaldo Ferreira nasceu em Barcelona em 1922. Em 1941 foi viver para Lourenço Marques, actualmente Maputo, onde morreu em 1959. Era filho do jornalista Reinaldo Ferreira conhecido como Reporter X. Nunca publicou um livro mas os seus poemas circulavam entre os amigos, em jornais ou revistas. O livro que tenho foi obra de amigos que lhe prestaram homenagem mostrando a todos nós o grande Poeta que ele foi.
Grande beijinho.