sábado, setembro 08, 2007



Calçada portuguesa em Cascais. Praça do Município.
Gosto imenso deste trabalho. Há quem não aprecie. Quem anda de saltos altos queixa-se. Também há municípios que desleixam o cuidado a ter com a calçada portuguesa em vez dela, se vejam só buracos e esses, sim, são perigosos. Mas à parte todos estes considerandos, é um trabalho artístico digno de toda a nossa admiração.

Desejo-vos um bom fim de semana.
Um grupo da minha preferência : The Dirty Dozen Brass Band tocando Deorc Sceadu (Dark Shadow). É jazz com influência de New Orleans.


3 comentários:

Carminda Pinho disse...

Calçada portuguesa, também gosto muito. Bela escolha.
Jazz de New Orleans, lindo! Tive a sorte de lá ir há uns 24 anos atrás era eu menina e moça, e ouvir o jazz na rua, pois por todos os bares e cafés por onde passávamos na bourbon street, estavam de portas abertas para a rua. Ah! Isabel que recordações me trouxeste, amiga.
Beijinhos

koborron disse...

Hay toda una calle en la frontera antigua entre Tui y Valença que está empedrada de esta manera y era como una aviso a los pasajeros de que estabamos en Portugal. También en Galicia había pueblos empedrados así, y algunos, en pos de un progreso equivocado los han eliminado, ¡qué tristeza!
Me alegro de que ya estés operativa. Un abrazo.

Bipede Implume disse...

Amiga
Que maravilhosa recordação deve ter sido. New Orleans é daqueles lugares que gostaríamos um dia de visitar. Tu já o fizeste. Infelizmente o Katrina destruiu um local tão belo. Mas sobre recordações poderíamos estar aqui a falar horas e horas, provocadas por uma música, imagens, cheiros.
Beijinhos.

Olá Koborron.
Também me entristece quando este património não é devidamente protegido.
No Alentejo temos também empedrados muito bonitos.
Obrigada pela visita.
Um abraço.