segunda-feira, outubro 08, 2007

Ó MAR SALGADO, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão resaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quere passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abysmo deu,
Mas nelle é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa - Mensagem/ X Mar Portuguez

Nota : Manteve-se a grafia do poema tal como ela se encontra em Fernando Pessoa - Obra Poética
Primeira edição- 1960. Editora José Aguilar Ltda.

6 comentários:

Carminda Pinho disse...

Amiga Isabel,
que tenha sido bom o fim de semana.
Tinha muita razão o Pessoa, "...tudo vale a pena se a alma não é pequena..." e, há que ter "alma até almeida" como diz o povo, que somos todos nós. :)
Beijinhos

Bipede Implume disse...

Olá Amiga
Foi um bom fim de semana, com calor, sol e tudo.
Gostava de saber porque se diz : "alma até Almeida". Suponho que deve ser até Almeida ao pé da Guarda. Será? Ou seja uma alma muito grande, não é?
Boa semana e um grande xi-coração.

Carminda Pinho disse...

Eu penso que sim Isabel. Será uma alma muito grande. :)))
Bjs

cristina disse...

Que saudade, amiga!
Adoro Fernando Pessoa.
Abraço.

laura disse...

...

Olá amiga!

Bem este poema é o "máximo" do Fernando Pessoa.

E como também ele é sempre actual; quantas mais lágrimas de mães e homens portugueses teremos de verter para chegarmos a atingir uma Pátria que nos torne a glorificar?

Com este desejo depeço-me.
Fiquem felizes. laura

Bipede Implume disse...

Cristina, ma cherie
Recebi a tua encomenda.
Obrigada pela tua gentileza, Fiquei muito feliz.
Beijinhos e saudades.

Amiga Laura
Não me foi possível responder mais cedo... o meu PC deu-lhe uma moléstia qualquer. Já lhe passou.
Estou de acordo contigo: vão ser precisas ainda muitas lágrimas. Mas eu sou uma mulher de esperança. Havemos de lá chegar.
Beijinhos e boas "jardinadas".