terça-feira, maio 06, 2008




Maio, mês das flores

Este é o maio, o maio é este,
Este é o maio e floresce.
Este é o maio das rosas,
Este é o maio das formosas,
Este é o maio e floresce.
Este é o maio das flores.
Este é o maio dos amores,
Este é o maio e floresce...

Gil Vicente (1460? - 1536?)
in Os Poetas Lusíadas

11 comentários:

objectif-p disse...

magnifique cette fleur!

Anna disse...

Belo post!

Cristina disse...

Este é o meio de grande amizade...
Lindo, lindo!
Grande abraço.

João Videira Santos disse...

No poema e na cor, Maio florido no perfume da rosa...Gostei

Anna disse...

Linkei o seu blogue!

Vieira Calado disse...

O Gil Vicente a escrever poesia "moderna".
Boa escolha.
Um abraço

Cristina disse...

Maio e nâo meio, desculpe!
Bisous.

Lídia disse...

Olá. Vim retribuir a visita e encontrei uma agradável imagem. O despontar da Primavera em toda a sua flama. Abraço.

Carminda Pinho disse...

Este é o Maio de todas as flores de todos os amores.
As tuas rosas cor de rosa, são lindas.

Beijos

EDUARDO disse...

beijinhos a meio do caminho, em Maio!

Bipede Implume disse...

objectif-p
Merci pour vôtre visite et commentaire trés sympa.

Anna
Obrigada pelo link. Espero que goste tanto, como eu gosto de visitar o seu blog.
Abraço.

Querida Cristina
A nossa amizade é de Maio, Junho e todos os meses do ano.
Beijinhos e saudades.

João Videira Santos
Olá.
Obrigada pelo comentário e visita.
Esta casa é sua.
Abraço.

Vieira Calado
Tem toda a razão. Gil Vicente é de uma enorme actualidade, até nos textos.
Grande abraço, amigo Poeta.

Lídia
Nesta época do ano a Primavera desperta também dentro de nós e só me apetece ter flores muitas flores por aqui.
Grande abraço.

Querida Carminda
É o que acabei de dizer à Lídia. Só me apetece ter flores aqui, em casa, em todo o lado. Estou farta do mau tempo.
Beijinhos.

Eduardo
A tua visita e comentário são a imagem da tua alma poética.
Obrigada a casa é tua também.
Abraço.