segunda-feira, junho 26, 2006

Azulejos de Lisboa






Em passeios por Lisboa, fui descobrindo uma das heranças deixadas pelos árabes no nosso país, o azulejo.

Azulejo é uma palavra derivada do árabe Al zulej ou pedra lisa e polida. Até finais do séc XV, eram sobretudo produzidos por artífices andaluzes, em grandes placas de barro cozidas e vidradas que depois eram cortadas em pequenos fragmentos geométricos e recombinados em desenhos, tal como os mosaicos romanos.

O azulejo como placa decorativa, com desenho combinado ou não, surge apenas no final do Séc XVI.

As duas placas apresentadas em estilo Arte Nova, encontram-se em Lisboa na Rua do Arco de Bandeira, e são das mais bonitas peças de azulejaria que se podem encontrar na capital, tanto pelos motivos apresentados, como pelo trabalho cromático.

Muitos edíficios do ínicio do séc XX até às décadas de 20 e 30 tem nas suas fachadas desde motivos florais

a geométricos, de cobertura parcial ou total.

Produzidos em série ou peças únicas, lisos ou com relevos, são obras que se devem admirar e preservar, pois fazem parte do património histórico e arquitectónico do nosso país e fazem uma ligação entre o nosso passado e o futuro.

Passeando pelas nossas cidades, desde o Minho ao Algarve, sem esquecer a passagem pelos Açores e Madeira, não deixe de Com Calma... olhar para cima e descobrir alguns belos paineis de Azulejos

2 comentários:

http://momentos.blog-city.com/ disse...

Gostei muito do post. De Portugal tem bastantes painéis de ajulejos magnífico de várias épocas da nossa história...

soslayo disse...

Platero:

A outra faceta de Platero, a do historiador! Gostei das tuas explicações sobre arte de azulejaria. Quem sabe sabe e não esconde partilha, obrigado. Muito bonitos os azulejos.Um abraço.