quinta-feira, julho 09, 2009





Ainda que lhes arranques as pétalas, não tirarás às flores, a sua beleza.


Rabindranath Tagore (1861-1941) Filósofo e escritor Indiano.

Posted by Picasa

7 comentários:

Carminda Pinho disse...

E tão belas que elas são...
É muito bonita esta citação.

Beijos, Isabel.

Cristina disse...

"Quando à noite desfolho e trinco as rosas
E como se prendesse entre os meus dentes
Todo o luar das noites transparentes,
Todo o fulgor das tardes luminosas,
O vento bailador das Primaveras,
A doçura amarga dos poentes,
E a exaltaçâo de todas as esperas."
Sophia de Mello Breyner.
Bom fim de semana, grande abraço, amigos.

Janaina Amado disse...

Ma-ra-vi-lho-sas - a rosa, as fotos, Tagore!

Maria Faia disse...

Querida Amiga Isabel,

Não há maldade humana que consiga acabar com a beleza, principalmente aquela que mora dentro de cada alma boa, como a tua.Por vezes, os excessos humanos provocam timidez ou esconder da beleza, turvam as águas límpidas que correm mas matá-la... não matam não!

Um beijo amigo, com votos de feliz fim de semana,

Maria Faia

Vieira Calado disse...

Rabindranath Tagore,
muito celebrado (e bem)
pelo seu virtuosismo nas ideias
e nas palavras.

Cumprimentos meus

Bipede Implume disse...

Olá meus queridos amigos

Carminda
Cristina
Janaina
Maria Faia
Vieira Calado

A beleza das flores perdura no tempo e a mim faz-me sempre muito feliz.
Beijinhos.

Ana Tapadas disse...

Nada as iguala.
Beijinho, Isabel