sexta-feira, novembro 27, 2009





Oiço-a ainda longe, a neve.
Vai chegar um dia com a luz de novembro,
antes passará pelos teus lábios.
E serás condescendente,
a ponto de lhe indicares o caminho
mais longo,
o que leva ao bosque onde
te peguei na mão
sem coragem para a levar à boca.
A neve tem esse lado acolhedor
de farol no escuro.
Antes de nos soterrar o coração.



Eugénio de Andrade - Contraponto

Posted by Picasa

6 comentários:

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel:
Com esta galeria de fotos maravilhosa e o meu poeta do coração, que posso eu dizer-te? Adorei.
Levo comigo estas belas imagens e vou ler para a cama, que amanhã o despertador não toca e isso é tão bom!
Estive em Lisboa, com pressa, mas darei uma nota lá no blogue.
Boa noite e um beijinho de boa noite

Flor ♥ disse...

Querida Isabel,

Uma ternura esse poema de Eugenio de Andrade. Emociona, juntamente com as suas fotos-poemas...

Um final de semana restaurador!

Beijinho!

Cristina disse...

Uma sequência fantastico.Adoro.
Bom fim de semana, amigos,beijinhos.

alfacinha disse...

Como a ponte,ando nas nuvens, ao ver aquelas maravilhosas fotografias.
Cumprimentos de Antuérpia

Flor ♥ disse...

Olá, querida!

Boa semana, com o meu carinho...
.
.
.

Bipede Implume disse...

Queridos Amigos

Ana
Flor
Cristina
Alfacinha

Obrigada pela vossa amizade, que dá mais cor a este cantinho.
Beijinhos.
Isabel