terça-feira, julho 31, 2007

Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade.

Sophia de Mello Breyner Andresen - Liberdade

4 comentários:

Ludovicus Rex disse...

Belo e Bonito Poema...
Kiss e Boa Semana

Carminda Pinho disse...

Será que essa praia ainda existirá em Portugal?
A Liberdade de Sophia sempre!
Beijinhos

Bipede Implume disse...

Obrigada Ludo
Bem preciso de uma boa e comprida semana.
Beijinhos.


Amiga Carminda
Essa praia existe mesmo.
Nem nunca vou desistir dela, nem tu.
Okay?
Beijinhos.

Carminda Pinho disse...

OK! amiga,
não desistimos MESMO!
:-) Beijos