quinta-feira, abril 10, 2008

Agradeço muito à minha amiga Carminda mais este prémio que o seu coração generoso me dedicou. Beijinhos e Obrigada amiga.











Prometi à Meg as fotografias que tinha da cozinha do Mosteiro de Alcobaça.

Como se pode ver pela tonalidade delas terem sido tiradas com máquinas diferentes e em datas diferentes. De todas que tirei estas eram as mais aproveitáveis.

Assim como, o Fausto, cantando um poema de António Jacinto, poeta angolano que a Meg tanto aprecia e eu também.

Beijinhos de muita amizade para ti Meg.

6 comentários:

Meg disse...

Ó Isabel, et tirei mas as minhas estão mais escuras, Imagina a cena do monge a pescar ali, onde passava o rio.
Ah... e´a sala onde os monges comiam, tinha um púlpito na parede. Enquanto eles comiam, um outro rezava alto lá em cima para os que estavam à mesa não terem pensamentos pecaminosos (a gula, sei lá!)

Obrigada Isabel pelo teu carinho.
Um abraço

Carminda Pinho disse...

Amiga Isabel,
É uma vergonha:( mas, não conheço o interior do Mosteiro de Alcobaça.
Sorte a minha que, vir aqui e encontrar estas magníficas fotos.

Que bom recordar o combóio malandro.:)

É por tudo isto que eu gosto deste blog.:)))

Beijos

Té la mà Maria - Reus disse...

teu mereces-tos todos, tens um dos blogs mas bonitos que visito, felicidades beijos e obrigado

Cristina disse...

Parabèns para Carmida!
Linda fotografias de Alcobaça.
Abraço e bâo noite.

Carminda Pinho disse...

Obrigada, Cristina.
Bisous

Bipede Implume disse...

Querida Meg
Dada a dimensão daquela cozinha e imaginando o que lá se cozinhava não sei não, quanto ao pecado da gula...
Beijinhos.

Querida Carminda
Sendo assim, um dia destes, no Diletantes, porei mais fotografias. Depois aviso-te.
Beijinhos.

té la mà maria-reus
Queridos amigos, obrigada. Fico muito feliz.
Grande abraço de amizade.

Querida Cristina
Alcobaça é um dos lugares bonitos de Pottugal. E tem fruta deliciosa.
Beijinhos.