sexta-feira, maio 22, 2009



Cidade do Porto



Não nasci por acaso nestas pedras
mas para aprender dureza,
lume excedido,
coragem de mãos lúcidas.

Aqui no avesso da construção dos tempos
a palavra liberdade
é menos secreta.

Anda nos olhos da rua,
pega lanças aos gestos,
tira punhais das lágrimas,
conclui as manhãs.

E principalmente
não cheira a museu azedo
ou a musgo embalado
pela chuva na boca dos mortos.

Começa nos cabelos das crianças
para me sentir mais nascido nestas pedras.

Porto
-cidade de luz de granito.

Tristeza de luz viril
com punhos de grito.


José Gomes Ferreira - Combóio (XXI)

Posted by Picasa

12 comentários:

Ana Tapadas disse...

Isabel:
Como sempre fotos excelentes. Vou muito ao norte e conheço mal o Porto...visto assim é belo.
Tem um excelente fim-de-semana. Tira o melhor partido deste tempo...
Beijinho,
Ana Maria

Carminda Pinho disse...

O Porto, bem retratado neste poema de José Gomes Ferreira.
"...Porto - cidade de luz de granito..."

As fotos do "...casario que se estende até ao mar..." estão fantásticas.

Bom fim de semana, Isabel.
Beijos

Cristina disse...

Naô conhece Porto...!
Bom fim de semana, grande abraços, amigos!

Je Vois la Vie en Vert disse...

Tenho vários amigos que são do Porto e sendo portuguesa de "segunda", não tenho preconceito nenhum sobre as pessoas do Norte e até... isto fica só entre nós ....acho as pessoas do Norte AINDA mais acolhedoras do que as de Lisboa. Não se esqueçam de ler o AINDA porque gosto muito de vocês os PORTUGUESES !
E tenho a certeza que a Cristina pensa como eu !
Querida Isabel, as fotos são tuas ?
São lindas ! Porque não colocas o teu nome nelas ?

Beijinhos

Verdinha

comboio turbulento disse...

O meu Porto que belo é!!
Não há cinzento medieval mais bonito do que este; ruas mais cheias de gente "boua";o sobe e desce mais romântico por falta de planura encimado por igrejas lindas de entrar e admirar. A luz de POrto é filtrada pelas nuvens que descem para vir espreitar cada canto onde sempre se passa alguma coisa.

OBRIGAAAAADO.

nota: ainda por cima, amanhã a festa do título (apenas masi um) do FCP vai encher as ruas de gente genuína pintada de azul,a cor do céu

Meg disse...

Isabel,

José Gomes Ferreira era um "doente" pela cidade do Porto, o que fica bem visível neste poema.
As imagens, dum Porto que recordo, estão magníficas.

Um beijo para ti.

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel.
Espero que a tua horta esteja bem...com esta chuvinha. Que europeia civilizada! Tens a tua horta. Eu e o Zé já tentámos uma, mas o eu «minhoto» não se adaptou ao clima.
Espero que tenhas tido um excelente fim-de-semana!
beijinho

Janaina Amado disse...

Isabel querida:
Como sempre, lindas fotos, lindo poema. Adoro o Porto, OPorto...
Estou te mandando em breve fotos do nosso encontro. Abraço!

Janaina Amado disse...

Isabel, vc. p.f. me envia seu e-mail, para eu lhe mandar as fotos? Não o estou encontrando!

Ana Tapadas disse...

Isabel:
Então esses músculos? Esperamos ver aqui fotos dessas plantinhas brasileiras...de certeza que vingarão tratadas por mãos tão carinhosas.
Beijinho

Bipede Implume disse...

Olá meus queridos amigos

Ana
Carminda
Cristina
Verdinha
Combóio
Meg
Janaína

O Porto é mesmo uma linda cidade. Gosto muito dos seus monumentos, da sua arquitectura. Dos seus edifícios cheios de janelas para que a luz invada as casas.Do cheiro que vem das confeitarias. Talvez para compensar aquele "timbre pardacento" como diz a canção, as pessoas são muito joviais,e muito generosas.
Grandes recordações.
Para todos vós muito obrigada pelos comentários e beijinhos.

flolipo62 disse...

bonjour
je ne comprends pas votre langue et peut-être vous ne comprendrez pas la mienne je voulais simplement dire pour cette raison cela ne m'empêche pas de trouver vos photos super géniales fantastiques magnifiques super sensas... c'est beau comme c'est pas possible
merci et bonne journée