quarta-feira, outubro 21, 2009



Por um caminho de ouro vão os melros... Aonde?
Por um caminho de ouro vão as rosas... Aonde?
Por um caminho de ouro vou... Aonde,
Outono? Aonde, pássaros e flores?

Juan Ramón Jimenez (1881-1958) - Canção de Outono
(versões de poesia por Pedro da Silveira)

in Poemário Assírio & Alvim - 2004
Posted by Picasa

8 comentários:

Meg disse...

Isabel,

Por um caminho de ouro...
Tão diferentes são hoje os nossos caminhos...
Valem-nos os poetas como o que nos trazes aqui hoje.
Muito bonita a leitura das imagens, também, minha amiga!

Um beijo

Cristina disse...

Muito lindo, Isable.
O outono esta ben aqui...naô gosto!
Bom fim de semana, beijinhos.

Ana Tapadas disse...

Amiga:
Esta nova forma de postar as fotos é muito criativa e artística.
O poema excelente!
Quero ir por essa estrada...evadir-me daqui.
Beijinho e um bom dia

Flor ♥ disse...

Isabel,

O outono tem seus encantos... mas as flores, ah... as flores são inigualáveis!

O mosaico das imagens é lindo...

Beijinho, querida!

Cristina disse...

Pensamentos de fim de semana, com muito saudade.....
beijinhos.

Ana Tapadas disse...

Querida Isabel:
Espero que estejas em forma de novo!
De qualquer modo, venho deixar um carinho,
Beijo

Flor disse...

Vim deixar meu carinho!

Boa semana!

Bjs.

Bipede Implume disse...

Queridas amigas

Meg
Crsitina
Ana
Flor

É um poema com toda a melancolia do Outono.
Obrigada pelo vosso carinho que me ajudou a passar esta constipação melhor.
Beijinhos para todas.