quinta-feira, janeiro 08, 2009





A lei das coisas é tombar
Interrogando-se:
Só o pássaro vive para o voo.
Quando pousa é igual ao homem que se senta
Para pensar.
O homem pensa que nada é mais profundo
Que depois de Deus os filhos eos sismos.

Daniel Faria (1971 -1999) - Explicação da Gravidade

Na apresentação do livro - Poesia - de Daniel Faria (Edições Quasi) diz que "Viveu 28 anos a respirar como um clarão"

Uma poesia que toca a alma, digo eu.

Posted by Picasa

7 comentários:

ADRIANO NUNES disse...

Isabel,

Plenamente lindo!

Beijos!
Adriano Nunes.

romério rômulo disse...

isabel:
deixo um abraço.
romério

Cristina disse...

Fantastico, que fotografias sublimes.
Beijinhos.

Flor ♥ disse...

Passando prá deixar um abraço e me maravilhar nas belíssimas fotos e na sutileza dos versos!

Bjs.

Carminda Pinho disse...

Isabel,
mais um poeta, para mim, novo.
Com calma...vou ficando cada dia mais culta.:)
As tuas gaivotas estão lindas...

Beijos

Ana Tapadas disse...

Belas são as aves e as palavras do jovem poema...que não tomba!
beijinho

Bipede Implume disse...

Olá meus amigos

Adriano
Romério
Cristina
Flor
Carminda
Ana

Como sempre os vossos comentários me fazem muito feliz.
Muito obrigada.
Beijinhos.
Isabel