segunda-feira, setembro 15, 2008




Possibilidades


Prefiro cinema.
Prefiro os gatos.
Prefiro os carvalhos nas margens do Warta.
Prefiro Dickens a Dostoievski.
Prefiro-me gostando dos homens
em vez de estar amando a humanidade.
Prefiro ter uma agulha preparada com a linha.
Prefiro a cor verde.
Prefiro não afirmar
que a razão é culpada de tudo.
Prefiro as excepções.
Prefiro sair mais cedo.
Prefiro conversar com os médicos sobre outra coisa.
Prefiro as velhas ilustrações listradas.
Prefiro o ridículo de escrever poemas
ao ridículo de não os escrever.
No amor prefiro os aniversários não redondos
para serem comemorados cada dia.
Prefiro os moralistas,
que não prometem nada.
Prefiro a bondade esperta à bondade ingénua demais.
Prefiro a terra à paisana.
Prefiro os países conquistados aos países conquistadores.
Prefiro ter objecções.
Prefiro o inferno do caos ao inferno da ordem.
Prefiro os contos de fada de Grimm às manchetes de jornais.
Prefiro os cães com o rabo não cortado.
Prefiro os olhos claros porque os tenho escuros.
Prefiro as gavetas.
Prefiro muitas coisas que aqui não disse,
a outras tantas não mencionadas aqui.
Prefiro zeros à solta
a tê-los numa fila junto ao algarismo.
Prefiro o tempo do insecto ao tempo das estrelas.
Prefiro isolar.
Prefiro não perguntar quanto tempo ainda e quando.
Prefiro levar em consideração até a possibilidade
do ser ter a sua razão.

Wislawa Szymborska(n.1923 -Polónia)

Posted by Picasa

(in Rosa do Mundo)

P.S. Prefiro cães e o verde não é a minha cor preferida.

6 comentários:

Verdinha disse...

Passei por aqui, regressando da Grand Place belga graças as imagens da Cristina, e gostei de ver as belas fotos de nuvens e preferências do Wislawa. Tenho pena não gostares do verde... mesmo assim, se não me levas a mal, envio-te alguns beijinhos verdinhos

Cristina disse...

bom semana, amiga.
lindos fotografias do céu!
Grande abraço.

Meg disse...

Isabel,
Quantas vezes prefiro não preferir, por mais cómodo!
Porque não podemos preferir a utopia.
Belíssimas as imagens do céu com "carneirinhos".
Um abraço

Bipede Implume disse...

Olá Verdinha
Já deixei um comentário no teu blog.
Claro que gosto do verde. Mas não é a minha cor preferida. Impossível não gostar da profusão de verdes da Natureza.
Obrigada pela visita.
Grande abraço.

Olá Cristina
Estava um céu espantoso. Parecia mesmo de algodão.
Grande abraço, amiga.

Olá Meg
Nós podemos preferir mas, às vezes, a realidade encarrega-se de baralhar um pouco esta utopia.
Mas vamos sempre tentando.
Grande abraço de amizade.

Ana Tapadas disse...

Que as nuvens passem, apesar de tão belas...
Prefiro a calma...que estes dias não me trazem.
Adoro gatos, prefiro verdes outonais...
beijinho

Bipede Implume disse...

Olá Ana
Também prefiro os Outonos verdes, vermelhos e amarelos dourados. Agora a calma, estou como tu, estes tempos que atravessamos não nos deixam muito calmas.
Beijinhos